metas smart - como definir

Como criar metas eficientes para projetos e para a vida? Veja este método!

Ao longo do tempo é possível notar o quanto é constante e importante, tanto para as pessoas quanto para as empresas, a busca por metas. Estabelecer metas parece ser uma tarefa simples e comum, pois a impressão que se tem é de que as pessoas já estão familiarizadas com o processo de pensar, elaborar e colocar em prática as estratégias necessárias para atingir as metas pré-estabelecidas.

Porém, é preciso ter muito cuidado ao criar metas. Eles devem servir para estimular o esforço e a motivação, nunca o contrário. Nesse sentido, entender e aplicar as metas inteligentes (Método SMART) é muito interessante.

Método SMART

Se você deseja saber o que o método SMART representa, como utilizá-lo e o que ele pode fazer para a produtividade de sua equipe, confira este post:

As metas SMART são metas estabelecidas com cinco critérios claros em mente. A inicial de cada um deles, em inglês, forma a sigla SMART:

S de specific (específico): uma meta deve ser o mais específica possível. A ideia é tentar responder algumas perguntas – o que você deseja alcançar? Por que? Quem está envolvido para atingir a meta?

M de measurable (mensurável): acompanhar o quão próximo você está de atingir sua meta é importante para saber quanto falta para isso. Por isso, uma meta deve ter indicadores que mostram o quanto você tem avançado ou não para chegar em seu objetivo;

A de attainable (atingível): Isso significa que, ao definir a meta, ela deve ser alcançável e pé no chão. Por exemplo: sabendo que você só consegue guardar até 5% de sua renda por mês, não é muito viável estabelecer que você deve guardar 20% do seu salário.

R de relevant (relevante): Este critério consiste em entender qual o impacto desta meta em sua vida, negócio ou outra área. Quanto mais relevante, maior a motivação para trabalhar até atingi-la e mais prioridade ela terá em relação a outros objetivos;

T de time based (prazo): É o tempo estabelecido para que ela seja alcançada. Podem ser semanas, meses ou anos, o que for mais adequado. Essa data limite e linha do tempo devem ser definidos também para poder avaliar o progresso ao longo do tempo junto de seus esforços.

Mais exemplos de metas SMART

Vamos conferir agora 6 exemplos de metas SMART que podem servir de modelo para criar as suas:

  1. Contratar mais 5 pessoas para a área de vendas até dezembro deste ano;
  2. Diminuir em 50% os custos com aquisição de novos equipamentos em 6 meses;
  3. Duplicar o número de publicações no blog do site em 4 meses;
  4. Aumentar em 20% as vendas no mês de novembro em relação ao mesmo período do ano passado;
  5. Aumentar a avaliação média da empresa no Google em 30% nos próximos 3 meses;
  6. Investir 15% do lucro do semestre anterior em 4 treinamentos para os colaboradores nos próximos 2 meses.

Basicamente, você precisa fazer apenas três perguntas para definir uma meta mensurável.

São elas:

  • Que resultado é esperado com a meta?
  • Como esse resultado pode ser mensurado?
  • Em quanto tempo ele deve ser alcançado?

As metas SMART são ótimas ferramentas, garantindo que o trabalho siga um propósito correto e que os colaboradores queiram realmente cumprir os resultados desejados.

Publicado por

Fábio G. Silva

Formado em Business Marketing pela Ohio University, Gestor de Pessoas pela PUC Minas, Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Atua como Consultor de Marketing Digital em empresas privadas de diversos segmentos e nos tempos livres é fotógrafo, viajante no mundo, CEO na Tricks (Guia Radical), blogueiro no CV do Fábio e ainda pratica esportes radicais.