Como ter um perfil no LinkedIn que gera resultados

Linkedin é uma rede de relacionamentos, assim como Facebook, porém seu ámbito é estritamente profissional e tem uma estrutura completa para isso.

A plataforma disponibiliza área para recrutadores e profissionais possuindo a versão paga para quem quiser usar sua ferramenta com 100% de aproveitamento com maior possibilidade de filtros, anúncios e comunicação com “estranhos”. Mas em geral sua grande maioria utiliza de forma gratuita, na qual da para fazer muitas (mas muitas, mesmo) coisas.

Comece do básico e vá evoluindo

Sempre preencha todos os campos possíveis da maneira mais detalhada que você conseguir. Estas informações serão buscadas por recrutadores e também por outros usuários. Portanto, quanto mais completo, maior será a chance de ser encontrado por termos preenchidos em seu perfil.

linkedin-profile-perfil-fabio-gomes-da-silva

Imagens que valem mais que palavras

  • Garanta que sua foto transmita profissionalismo, confiança e carisma.
  • Se possível utilize uma foto tirada por um profissional.
  • Evite utilizar selfies como foto de perfil.
  • Não utilize o logo da sua empresa como foto do perfil.
  • Se quiser opinião além dos amigos seus utilize o Photofeeler para validar sua foto com a opinião de outros.
  • Experimente utilizar um fundo com bastante contraste (cores chamativas) na sua foto.
  • Utilizar a mesma foto em todas as suas redes sociais te ajuda na sua marca pessoal.
  • Utilize a capa do perfil para trazer informações estratégicas sobre a sua carreira e gerar interesse, credibilidade e confiança sobre você.

Narre sua carreira profissional e suas conquistas

  • Fale sobre seus títulos e prêmios.
  •  Fale sobre seus feitos mais surpreendentes.
  • Complete a área de experiências profissionais
  • Preencha detalhes de título do cargo, tempo na posição, indústria, empresa, localidade, etc.
  • Preencha o resumo das suas experiências profissionais de forma envolvente, persuasiva e convincente.
  • Adicione mídias (imagens, links, documentos, slides, certificados, etc.).
  • Adicione não apenas seu trabalho atual, mas pelo menos as três últimas posições. Dê destaque se foi promovido e conte suas conquistas.

Use e abuse das competências e recomendações

competencias-linkedin

  • Sempre recomende antes, faça sua parte e será retribuído.
  • Se requisitar uma Recomendação, seja específico e sugira os pontos que deseja
    que abordem sobre você.
  • Busque recomendações de grupos estratégicos do seu mercado (C-level, micro-influenciadores, etc.).
  • Adicione pelo menos 10 competências ao seu perfil. Tenha o cuidado de escolher as habilidades (e palavras-chave) que o seu público buscaria para encontrar alguém como você e não minta.
  • Reorganize suas Competências para colocar no topo (em portanto, mais visíveis
    para o público em geral) as mais relevantes para o seu público-alvo.
  • Adicione seus trabalhos voluntários e causas que você apoia (não esqueça que
    dar palestras gratuitas, ser mentor em eventos, apoiar causas humanitárias, etc.,
    também dizem muito sobre você).
  • Adicione seus guest posts, ebooks e outros conteúdos relevantes como
    Publicações no seu perfil.
  • Adicione suas certificações (de preferência, com o link para o certificado, para
    aumentar sua credibilidade).
  • Adicione os projetos profissionais (e até pessoais) que adicionem valor à
    percepção dos visitantes.
  • Adicione os idiomas.
  • Adicione os prêmios e reconhecimentos que você já recebeu .

conquistas-linkedin

 

Exapandindo para fora do Linkedin

url-linkedin

  • Personalize a URL do seu perfil, deixando mais fácil de digitar SEO friendly para ser encontrado em motores de busca como o Google. Não deixe aquele link nativo cheio de números e letras. Veja mais aqui.
  •  Inclua o link do seu perfil na assinatura do seu e-mail, no seu blog, etc.
  • Adicione o link do seu perfil do Linkedin em outras redes sociais, e vice-versa.
  • Crie um “crachá de perfil público” e embed em seu site/blog. Utilize este link no canto inferior direito a opção criador de crachá. (Você pode ver um exemplo na prática de crachá de LinkedIn aqui.)
  • Atualize suas informações pessoais e de contato.

Aproveite os grupos segmentados

  • Compartilhe materiais ricos para os membros
  • Siga empresas estratégicas para você e o seu mercado.
  • Comente em assuntos que você tenha autoridade e dê sua opinião.

Explore todos os recursos do LinkedIn

idiomas no linkedin

  • Crie perfis em outros idiomas. Você sabia que o LinkedIn deixa você criar perfis em outros idiomas? Veja a foto acima.
  • Selecione contatos estratégicos de quem você possa fazer e solicitar uma
    recomendação (no formato “depoimento”).
  • Escreva no Linkedin Pulse (sua área de blog) com consistência.
  • Preencha o campo “Interesses de carreira” para que recrutadores encontrem
    você.

Monitore seu Social Selling Index

SSI significa Social Selling Index (em português IVS que significa Índice de Vendas Sociais).

Este é seu painel de vendas sociais, onde o LinkedIn te fornece indicadores de seus esforços sobre a metodologia Social Selling no LinkedIn. Portanto todos temos um SSI no LinkedIn, algo que se torna uma métrica para o trabalho que fazemos nesta rede, tanto em vendas quanto marketing. Quanto menor sua porcentagem, significa mais atuante dentre os membros da sua rede.

Quanto nos índices do gráficos mostra em qual área medida você tem atuado melhor.

Painel de Vendas Sociais - social selling index

Você não consegue visualizar de outros usuários a não ser que eles compartilhem com você. O seu  SSI você pode visualizar na página SSI.

4 coisas que apendi como Customer Success na Rock Content

Temos diferentes fase nas nossas vidas tanto profissionalmente quanto no âmbito pessoal. Em todas elas temos aprendizados, falhas e conquistas.

Com apenas três meses como analista de sucesso do cliente (Customer success), sendo a pessoa responsável pelo sucesso de uma carteira de clientes de diversos segmentos, estilos e tamanhos, eu conheci a definição de CS de Lincoln Murphy.

“sucesso do cliente é quando seus clientes alcançam o resultado desejado através das interações com a sua empresa”  

Mas nesse meio intermediário entra os conhecimentos técnicos e as estratégias para guiá-los no melhor caminho possível. Com isso, tive percepções que as vezes deixamos passar e que devemos sim, nos atentar e dar destaque.

1- KPIs não são ilustrativos

Gráficos coloridos não servem para nada se não tiverem um objetivo. Como primeiro passo de qualquer estratégia digital é necessário definir onde quer chegar e como será mensurado a evolução desse objetivo. Não adianta definir uma conquista macro e esperar que chegue lá. A divisão do objetivo em pequenas ações, com indicadores mensuráveis (Key Performance Indicator) é a maneira mais saudável e duradouro de se atingir objetivos, principalmente os de longo prazo.

2- Prazos não são empecilhos

Existem pessoas que possuem dificuldade com datas, horários e prazos. Pois consideram como uma cobrança por resultados e tem uma certa resistência quanto a isso. Mas entendo claramente que prazos são marcos de observação e avaliação do que está sendo feito para saber se estamos alcançando o objetivo de acordo com o planejado ou não. Fica sendo um ótimo momento para parar e estudar o resultados e criar planos de ações em cima de conflitos e resultados abaixo do esperado.

3- Conquistas bilaterais

Esse tópico já é mais que claro, que quando o seu cliente está obtendo resultados ele tende a manter as ações, fornecedores, contratos, parcerias e inclusive os negócios com sua empresa. Portanto o objetivo do CS está totalmente ligado ao sucesso da melhor maneira possível e até onde for possível controlar, é claro.

4- Não dar passos maior que a perna

Um antigo ditado que remete a fazer o for preciso com o que tem. Não adianta ter ideias mirabolantes e não ter uma estrutura para criar e/ou manter até que a estratégia finalize. Devemos agir baseado na nossa capacidade e estrutura. O crescimento é a longo prazo e para ser duradouro precisa ser saudável.

E não é só isso!

Todos os dias é algo novo. Ser um Customer Success é viver em uma escola diariamente de aprendizados técnicos, de negócios e de pessoas. Uma experiência válida para toda uma vida e o mais importante, ainda não acabou. 🙂