antes de tudo acabar

Entrevista com Mary C. Muller do livro “Antes de tudo acabar”

Acredito que todo mundo sempre tem algo a compartilhar, principalmente aprendizados um dos maiores bens do ser humano. Na entrevista de hoje conversei com Mary C. Muller, que escreveu o livro Antes de tudo Acabar.

Oi Mary, quem é você? De onde veio? Conte me um pouco sobre você.

Oi, meu nome é Mary. Eu sou de Blumenau, mas morei pouco tempo lá. Boa parte da minha vida morei em Piçarras e Balneário Camboriú. Sou uma sereia do mangue.

Hoje em dia moro em Belo Horizonte com meu marido Jim Anotsu e uma gata caolha.

Quantos e quais livros você escreveu?

Escrevi 3 romances completos e uma porção de contos, mas por enquanto apenas Antes de Tudo Acabar foi publicado de forma tradicional. Antes disso, publicava de forma independente em revistas, coletâneas e principalmente pela internet, na plataforma Wattpad, onde fui descoberta e contrata pela editora Planeta.

Por que decidiu começar a escrever um livro?

Eu sempre começava as coisas e não terminava. Escrevo desde criança, mas na época eram histórias bobas, obviamente, que eu nunca chegavam ao fim. Aos 17 anos comecei mais uma das histórias e decidi que dessa vez terminaria. Foi meu primeiro romance de fantasia, O Dragão e a Fênix. Agora, mais de 10 anos depois, estou reescrevendo essa história, e nossa, que trabalho que dá.

Como se organizou para produzi-lo?

Eu costumo começar de forma desorganizada, apenas na minha cabeça para fechar todos os acontecimentos principais. Sempre que tomo uma decisão sobre algum personagem, linha do tempo, ou qualquer coisa, anoto num caderno ou no arquivo que estou trabalhando. Quando já tenho tudo mais ou menos delineado, começo a escrever um planejamento, capítulo a capítulo do que deve acontecer.

Eu não fico presa a isso, uso apenas como um caminho a seguir, mas posso dobrar uma esquina ou outra de vez em quando. Às vezes os personagens mudam muito ou mudo de ideia sobre algo, e aí preciso ter flexibilidade para mudar o planejamento.

Em histórias de fantasia, o planejamento fica mais detalhado. Em Antes de Tudo Acabar, o planejamento foi bem simples e serviu mais para evitar furos de narrativa ou erros de linha do tempo.

Quais foram as dificuldades? Qual foi o processo adotado? O que você precisou de recursos/ferramentas?

Escrever é fácil, melhorar é complicado e publicar é difícil. Usei o Wattpad para tentar formar um público fiel, e funcionou muito bem, mas me dediquei por dois anos respondendo mensagens e postando lá diariamente, como um segundo trabalho. Fiz até um canal no youtube para falar de literatura.

Em 2015 ganhei 2 prêmios chamados Wattys, na categoria popularidade e livro interativo (um dos livros, Desmortos tinha até trilha sonora).

Com a premiação, três editoras me procuraram. Tenho muito respeito por todas elas e seus editores, mas fiquei com a Planeta pois era onde teria mais chances de crescimento.

Quais são suas dicas e sugestões para o seu “EU” do passado e para quem está começando agora?

A escrita é um caminho muito difícil. O Brasil não tem tradição de revistas de literatura com contos pagos, e na verdade chega a ser o contrário: muitas “editoras” cobram para publicar contos. E contos são importantes para um autor como forma de treino e divulgação de ser trabalho. A internet ajuda muito nessa parte, mas ainda assim pode ser frustrante trabalhar de graça, por assim dizer. Conquistar respeito e admiração é um passo que deve ser tomado antes de conseguir uma editora, e não é fácil conseguir isso no meio de tanta gente.

Acho que a dica seria: se é isso que você deseja, vá em frente, e saiba que será tortuoso, mas gratificante.

Quem mais te apoiou no processo?

O maior apoio veio dos meus amigos do meio literário – outros escritores e meu marido. Meus leitores beta me ajudaram demais a encontrar vícios de linguagem e a melhorar minha escrita. E sem meus leitores do Wattpad eu não seria nada, já que foi graças aos comentários, curtidas e leituras que consegui uma editora.

Tem novos livros vindo por ai? Para onde está indo?

No momento eu não tenho certeza de no quê dar mais atenção. O Antes de Tudo Acabar é um livro juvenil “coming of age“, mas eu sou uma autora de fantasia. Caso o livro tenha uma boa recepção (vendas, dinheiros, moneys), tenho chance de continuar publicando, e gostaria muito de lançar Desmortos de forma tradicional. É um livro pelo qual tenho muito carinho.

Sinopse do livro Antes de tudo acabar

antes-de-tudo-acabar-livroRafael nunca foi de se encaixar em padrões. Deslocado e sem muita perspectiva de vida, ele cuida da mãe alcoólatra enquanto precisa lidar com a paixão platônica pela melhor amiga, Anne, e com os percalços causados por um pai ausente. Acostumado desde sempre a fazer tudo com Anne, ele agora tem de aceitar que ela arrumou um namorado… e justo uma das últimas pessoas que ele gostaria de ver com a amiga. Como se não bastasse, ele também precisa se entender com o pai, que resolveu voltar a procurá-lo com uma surpresa: a filha que teve com a amante. E, em meio a esse turbilhão de acontecimentos, chega Kaori, a nova aluna da turma. Com ela, as coisas começam a mudar na vida de Rafael, e o que era só amizade pode acabar se tornando algo mais. Antes de tudo acabar é a história de um garoto que precisa se encontrar e compreender um mundo que se move mais rápido do que ele consegue acompanhar. Um mundo onde amizades são construídas e desfeitas, amores morrem e nascem e caminhos sofrem desvios inesperados.

Ficou interessado no livro? Você pode adquirir por aqui:

Livraria Cultura – http://bit.ly/2idV8KG
Saraiva – http://bit.ly/2jtO1dH

E ai, o que acharam da história da Mary? Sensacional né? Deixe seu comentário e  aproveite para fazer perguntas!

Publicado por

Fábio G. Silva

Formado em Business Marketing pela Ohio University, Gestor de Pessoas pela PUC Minas, Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Atua com Marketing Digital em empresas privadas de diversos segmentos e nos tempos livres é fotógrafo, viajante no mundo, CEO na Tricks (Guia Radical), blogueiro no CV do Fábio e ainda pratica esportes radicais.