tipos de profissionais de marketing

Quais são os Tipos de Profissionais no Marketing?

Você deve está se perguntando qual o tipo de profissional de marketing ideal para uma empresa ou para se ter como formação. A resposta curta para isso é, não existe um único, e sim vários perfis para trabalharem com áreas específicas.

Muitas empresas tentam contratar um profissional que saiba design, redes sociais, webdesign, UX, e-mail marketing, programação e ainda faça eventos. Mas isso é totalmente errado.

Não podemos considerar isso o objetivo, e sim uma exceção de sorte, caso encontre. (e provavelmente não será barato)

Confira a seguir todos os tipos de profissionais encontrados no mercado atualmente e suas especialidades de atuação.

Analista de Redes Sociais ou Social Media

Um dos profissionais mais conhecidos pelas empresas e usuários de internet.

Trabalham exclusivamente com redes sociais buscando aumentar o reconhecimento de marca e/ou converter leads.

Sendo assim, é ele que:

  • Gerencia textos, fotos, vídeos, etc;
  • Responde os comentários nas redes sociais;
  • Gerencia crises e conflitos com o público;
  • Interpreta dados estatísticos;
  • Realiza testes para melhorar a audiência;
  • Monitora o comportamento do seguidor;
  • Pode também desenvolver campanhas patrocinadas ou orgânicas…

Sendo assim, é ele que:

  • Cria textos, fotos, vídeos, etc;
  • Responde os comentários nas redes sociais;
  • Gerencia crises e conflitos com o público;
  • Interpreta dados estatísticos;
  • Realiza testes para melhorar a audiência;
  • Monitora o comportamento do seguidor;
  • Pode também desenvolver campanhas patrocinadas ou orgânicas…

Planejador de conteúdo (SEO Planner)

Este profissional é responsável por pensar e pesquisar sobre intenções de buscas, volume de busca, tendências de conteúdo e criação de pautas baseadas nas pesquisa.

Também incluso nas tarefas:

  • Conhecer bem a persona;
  • Entender de ferramentas de análise de palavras-chave;
  • Entender de comportamento de usuário;
  • Análise de acessos e engajamento com conteúdos;

Produtor de conteúdo escrito (Copywriter)

Esse é o profissional responsável pela produção de textos para internet. Geralmente, ele escreve artigos, carta de vendas, ebooks, etc.

Sendo assim, ele precisa saber quem é a persona da marca, entender qual a linguagem usada pela audiência e conhecer, ou pelo menos ter o interesse de pesquisar, o assunto abordado.

Além disso, esse profissional deve:

  • Ter facilidade de leitura, escrita e compreensão de texto;
  • Dominar a língua portuguesa;
  • Ser autodidata para aprender com assuntos que terão que ser pesquisados antes de produzir o conteúdo;
  • Ter senso crítico;
  • Ser disciplinado e organizado;
  • Ser comprometido com prazo;
  • Saber ouvir críticas;
  • Conhecer as técnicas de SEO.

Produtor de conteúdo audiovisual (Editor de Vídeo e/ou Áudio)

Esse é o profissional responsável por todo o procedimento que envolve áudio e vídeo. Ou seja, ele realiza a produção, edita e finaliza o conteúdo.

Geralmente:

  • Responsável edição de vídeo
  • Responsável edição de áudio
  • Cuida de captação de áudios e imagens, as vezes junto à um camera man
  • Entende de estúdios

Analista ou Especialista em SEO

Com a importância do marketing digital e a produção de conteúdo em alta, o especialista em SEO é um ótimo profissional para aumentar o tráfego orgânico da sua marca.

SEO é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, que traduzindo quer dizer “Otimização para Mecanismos de Busca”.

Para isso, é necessário entender de diversas ferramentas, análises e tecnologias para conseguir traçar planos de ações e fazer auditorias continuas dos sites, blogs e e-commerces.

  • Pesquisa de palavra-chave;
  • SEO on-page e off-page (fatores dentro e fora da página que afetam o posicionamento nos motores de busca);
  • Análise de métricas.
  • Capacidade de analisar dados;
  • Conhecimento básico sobre programação (HTML, sitemap, robots, breadcrumb, dados estruturados, javascript);
  • Domínio das ferramentas SEO(SEMRush, Ahrefs, MOZ, Screaming Frog, Google Search Console, Analytics, Tag Manager e etc);
  • Familiaridade com as principais ferramentas de busca;
  • Conhecimento dos fatores de ranqueamento e atualização de algoritmo;
  • Capacidade de trabalhar de forma independente.

Analista ou Especialista em tráfego pago (PPC)

Tráfego pago se refere aos visitantes que chegam até um site, loja ou página por meio de anúncios publicitários em plataformas específicas. Diferente do tráfego orgânico, depende do investimento realizado para gerar resultado. Portanto, só a empresa que paga para aumentar a visibilidade de suas páginas que gera tráfego pago.

Requisitos básicos:

  • Certificações de Google Ads;
  • Certificações de Facebook ADs;
  • Certificações de LinkedIn ADs;
  • Certificações de motores de buscas específicos;
  • Gostar de números, públicos-alvo e dinamicidade;

Designer

É muito comum os iniciantes se confundirem os termos. Quem aí nunca disse, mesmo que sem querer: ” Ele trabalha com Designer” ou “Ele é um Design”.

Essa confusão é até natural, devido a palavra ser de origem estrangeira e também pela similaridade entre elas.

Por isso para ficar bem claro, basta se lembrar das informações a seguir:

Designer = Profissional

Ex: Eu sou Designer.Eu trabalho como Web Designer.

Design = Área de Atuação

Ex: Eu trabalho com Design. Eu faço Design de produtos.

O Designer cria soluções criativas, visuais, interativas, tangíveis, digitais, etc. Através de um projeto de design.

  • Conhecer de softwares de edição;
  • Entender da teoria das cores e tipografias;
  • Bom conhecimento de reformulação de paleta de cores;
  • Excelente habilidade de comunicação, incluindo a habilidade de apresentar conceitos ao time, e revisar resultados de maneira persuasiva, comunicando responsabilidades e datas limite para o time de designers;
  • Bom conhecimento de ciclo de produto;
  • Bom conhecimento em processo de desenvolvimento e design de produto;
  • Bom conhecimento de design para mercados, tendências e usuário final;
  • Conhecimento básico de custo e impactos de design;

Analista ou Gestor de Brand

Um gerente de branding é responsável por cuidar da imagem e da ressonância de uma marca, adaptando suas estratégias e comunicação para seu público alvo.

Desta forma, o profissional de planejamento de Branding é responsável por evoluir o Posicionamento da Marca ao longo da estrutura do BrandEquity, planejando e organizando as ações necessárias, gerindo e mensurando em nível de branding (esquece vendas, são métricas de branding).

  • Estratégia da marca, incluindo a definição propósito, visão e valores;
  • Planejar objetivos da marca a longo prazo;
  • Planejamento e execução da comunicação e atividades publicitárias em todos os canais, incluindo online e mídia social;
  • Oferecer suporte com o desenvolvimento de produtos, precificação, bem como lançamento de novos produtos;
  • Desenvolvimento de novas oportunidades de negócio;
  • Criação e gerenciamento de materiais corporativos e promocionais para estabelecer e manter a imagem do produto;
  • Gerenciar o budget do departamento;
  • Análise constante das demandas do consumidor e acompanhamento das atividades do concorrente;
  • Análise dos relatórios de vendas e financeiros.

Analista de Atendimento

Realiza atendimento ao cliente, análise de resultado e relatórios, relacionamento com os parceiros participantes da campanha. Recebe, confere e edita planilhas, faz a atualização de mailing, apoio e monitoramento da operação. Cria e administra a escalas de trabalho, folgas e férias.

Especialista em e-mail marketing

Em primeiro lugar, é preciso saber que o email marketing vai muito além das famosas newsletters semanais.

Mais do que enviar novidades sobre a empresa, a comunicação por email deve ser usada para gerar relacionamento e vendas.

Através dos emails, uma companhia deve nutrir seus leads (potenciais clientes), tirando dúvidas, educando o público e derrubando objeções de compra.

  • Segmentação
  • Criação de campanhas e fluxos de nutrição
  • Análise de métricas
  • Configuração de ferramentas

Analista ou especialista em CRO

CRO (Conversion Rate Optimization ou Otimização da Taxa de Conversão), ou seja pessoa responsável por entender e melhorar a performance de conversão em páginas do site, landing pages e demais quesitos visuais da tela.

Responsabilidades:

  • Análise de métricas de conversão
  • Definição de estratégias
  • Especificação de ajustes para desenvolvimento e criação
  • Aplicação de alterações simples
  • Pesquisa e operação de ferramentas de CRO.

Analista ou especialista em UX

O(a) Designer UX (abreviação de User Experience ou “Experiência do Usuário”, em tradução literal) é responsável, como o próprio nome diz, por garantir que o design projetado atenda a todas as necessidades dos usuários, garantindo sua satisfação ao interagir com a empresa, plataformas ou marcas.

Principais habilidades:

  • Excelente habilidade de design com sensibilidade para interação dos usuários;
  • Excelente habilidade de comunicação e apresentação de ideais;
  • Saber resolver problemas criativamente e de forma eficaz;
  • Antenado às ultimas tendências, técnicas e tecnologias da área, com atualização frequente.

Analista ou especialista em UI

Explicando de forma simples, o papel de um analista de UI é comunicar visualmente o que foi definido junto com o especialista de UX e manter a consistência do design em qualquer parte da aplicação.

Para isso, algumas das tarefas principais que esse profissional realiza são:

  • Criar protótipos que devem ser estudados para definir a solução definitiva;
  • Projetar cada tela ou página com a qual o usuário vai ter contato;
  • Preparar guias de estilo para manter a linguagem visual consistente.

Programador Front-end

Um desenvolvedor front-end é o profissional responsável por criar a interface de utilização de um site ou aplicação web.

Portanto, ele acaba ajudando bastante na criação de layouts e sites estáticos, como hotsites, landing pages e páginas de produto, junto ao UX e UI.

Esse profissional precisa de conhecimentos:

  • HTML, CSS, Javascript
  • Tecnologias derivadas dos itens acima
  • Uma lógica e raciocínio muito bom

Programador Back-end

O Desenvolvedor Back-end é o responsável por dinamizar os sites utilizando linguagens de programação, além de organizar todas as informações invisíveis aos olhos do usuário.

Ele será a pessoa que:

  • Conecta com banco de dados;
  • Realiza integrações com ferramentas diversas (CRM, Ferramentas de e-mails e etc);
  • Todos os códigos da camada de negócio de uma aplicação de internet;

Programador Full-Stack

Este é um profissional mais senior que envolve as duas anteriores, programador front-end + programador back-end. Ele tem a capacidade de se virar sozinho produzindo as 3 camadas principais de software;

  • Front-end
  • Back-end
  • Banco de dados

Arquiteto de Software

Neste contexto, exercer a função de arquiteto de software, até então, era analisar os requisitos levantados por um analista de negócios/sistemas, modelar diagramas para facilitar o entendimento do negócio e modelar algum tipo de arquitetura para o sistema como um todo e iniciar o desenvolvimento.

Com isso, é papel do Arquiteto fazer parte da interface com o cliente, para poder compreender mais a fundo sobre as necessidades do mesmo, indagando situações pontuais de negócio que impactam na construção do sistema, constituindo, também, participação na área de segurança e testes de qualidade, tendo que explorar qual é a melhor forma de realizá-lo e no setor financeiro, levantando custos que irá gerar e realizar benchmarks (como qual linguagem de programação utilizar).

Cientista de Dados

O cientista de dados é responsável por coletar, gerenciar e transformar em modelos utilizáveis uma grande quantidade de dados não-estruturados, para que seja possível extrair desse conjunto informações relevantes. É um profissional capaz de interpretar e fazer com que os dados se comuniquem entre si e façam que informações múltiplas ganhem valor agregado e possam se tornar produtos valiosos para uma empresa.

Em seu trabalho, o cientista de dados lida com big data, uma grande massa de dados, na qual é preciso conhecer as técnicas de inteligência artificial e inteligência de negócios. Agrega-se a esses domínios a necessária fluência em programação, estatística e análise de texto.

Supervisor/Coordenador de Marketing

Um profissional mais experiente e sênior em relação à mais de um item desta lista, com facilidade em aprender e gerir pessoa. Ela precisa conhecer da visão macro de um processo e campanha de marketing para direcionar e acompanhar métricas dos times.

Analista ou Especialista de CRM

O(a) Analista de CRM (sigla para Customer Relationship Management, ou seja, Gerenciamento de Relacionamento com Clientes) é responsável, de forma resumida, por realizar estudos de mercado, concorrência, comportamento e segmentação de clientes, para sugerir melhorias no processo de relacionamento e aquisição de novos clientes.

Além disso, é a pessoa responsável por implantar e acompanhar o uso da ferramenta de gestão de clientes, acompanhando KPIs e ajudando na decisão de estratégias de acompanhamento de dados.

CMO ou Head de Marketing

Provavelmente, você já ouviu falar do termo CMO (Chief Marketing Officer) que designa, sobretudo, alguém que ocupa o posto de diretor executivo de marketing.

Hoje um diretor de marketing tem que se preocupar em desenvolver ações que trabalhem junto à comunicação integrada das empresas, na intenção não só de divulgar produtos, mas também de promover a boa imagem da sua organização para que ela tenha um posicionamento adequado no mercado e possa se destacar de forma diferenciada em um ambiente cada vez mais desafiador!

Desenvolvimento dos profissionais

Você pode fazer algo que está totalmente ao seu alcance e que vai ser bom tanto para a sua empresa quanto para os seus colaboradores.

Eu estou falando sobre fazer um treinamento interno, ou seja, transformar o seu colaborador no profissional ideal dentro da sua própria empresa.

Não estou falando para você pegar uma pessoa leiga no assunto, mas sim para você capacitar alguém que já tem um conhecimento prévio na área.

Assim, você terá mais qualidade nas suas estratégias. Pois o profissional vai crescer tecnicamente e o melhor: dentro da cultura da sua empresa.

Ou seja, ele vai ser o profissional ideal para a sua marca.

Porque ele vai saber exatamente o que você quer para o seu negócio e não está cheio de vícios técnicos que podem dificultar o crescimento do seu marketing. Sempre que possível, opte por desenvolver seus colaboradores, afinal, eles já trabalham com você e já te geram lucro. Além de motivá-los, poderá reduzir seus custos e ser mais produtivo.

Publicado por

Fábio G. Silva

Formado em Business Marketing pela Ohio University, Gestor de Pessoas pela PUC Minas, Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Atua como Consultor de Marketing Digital em empresas privadas de diversos segmentos e nos tempos livres é fotógrafo, viajante no mundo, CEO na Tricks (Guia Radical), blogueiro no CV do Fábio e ainda pratica esportes radicais.